Dicas para cuidar do seu piano


Afine seu piano todo ano

A manutenção da afinação deve ser feita todo anos – em alguns casos, de seis em seis meses, dependendo da região que o piano se localiza ou do uso que se dá a ele. O instrumento desafina por dois motivos primordiais: primeiramente, o uso. Um piano pouco usado (2 horas de estudo diárias) vai desafinar mais lentamente que um piano muito usado (6 a 8 horas de estudo diárias), logicamente. O segundo fator que leva à desafinação do piano é sua localização geográfica. O clima, o tempo, a umidade, etc. Em um lugar como a cidade do Rio de Janeiro, em que a umidade do ar é estável (cerca de 45%) e a temperatura também é estável quase todo o ano, a tendência que um piano desafine é menor do que, por exemplo, na cidade de Nova Friburgo, que fica localizada a 1000 metros de altitude e onde a umidade no verão oscila na casa dos 80 a 90%. A umidade e a temperatura expandem e contraem a madeira e o metal com que o piano é confeccionado, desafinando-o. Nós, da Tudo em Piano, recomendamos a afinação anual, pois, se um piano é deixado muito tempo sem se fazer a revisão na afinação, esta acaba por cair em até um ou dois tons, tendo que ser efetuada em 440 Hz ou 442 Hz. Isso implica no aumento da tensão exercida pelas cordas, o que pode acarretar a quebra destas últimas e dos bordões, enfraquecimento das cravelhas e até mesmo fazer com que a desafinação seja recorrente no instrumento.

Limpeza do seu piano:

Nunca retire as tampas frontais do seu piano nem toque nos sistemas de pedais e de mecanismo. Deixe isso na mão de um profissional.
Nunca utilize produtos oleosos no caso de seu piano ter acabamento com verniz goma laca arábica, pois produtos oleosos criam, com o passar do tempo, uma camada de gordura que vai se ressecando. A cada aplicação, é retirada parte da camada de mão dada anteriormente. Como o óleo ressecado está agarrado à superfície do verniz, este vai perdendo o brilho. O mais aconselhável é passar uma vez por ano um finíssimo óleo de nozes ou de linhaça com pano, o que evitará que o verniz trinque com o passar das décadas. No caso de você querer dar uma nova vida na madeira do piano, contrate um bom lustrador ou os serviços Tudo em Piano.
Se o seu piano tem o acabamento em verniz poliuretana, recomendamos que seja usado um pano úmido e, depois, algum produto do tipo “lustrador de móveis”. Possuindo algum arranhão superficial, primeiramente passar uma lixa (com lixa de grana fina 1600), depois uma boa passada de cera automotiva, ou até mesmo massa de polir número 2 e, depois, massa de polir número 1 devem resolver seu problema. Ainda se quiser, pode passar cera de carnaúba para que a madeira obtenha o brilho final.

Localização do seu piano no interior da casa:

Recomendamos que seu piano fique, de preferência, numa parede interna da casa, evitando, assim, grandes diferenças de temperatura. O instrumento não deve ficar sob a luz direta do Sol, pois, do contrário, aparecerão sérias manchas e trincados no verniz e, no pior dos casos, ocorrerá o empenamento de suas madeiras. Uma dica muito importante é não deixar o piano em contato com a parede, mas reservar um espaço entre esta e o móvel (um vão de aproximadamente 20 cm). Esta medida facilita a limpeza, melhora a acústica do instrumento e evita grandes oscilações de temperaturas no tampo acústico (que se localiza exatamente atrás do móvel do piano).

Transporte do seu piano:

O piano, apesar de parecer um instrumento robusto, é muito sensível e delicado. No transporte, procure um pessoal especializado para realizá-lo. Não se deixe seduzir por preços tentadores ou empresas de mudanças que não possuam equipamento adequado. Qualquer movimento mal feito por carregadores inexperientes pode danificar o móvel do seu piano ou até mesmo as paredes e pisos de sua casa. Os prejuízos causados ao instrumento num transporte que não seja feito por profissionais podem afetar temporaria ou definitivamente o desempenho do piano (sem mencionar os arranhões - pequenos ou grandes - que o transportador pode provocar e nunca se responsabilizar por tais. Por isso, no desejo ou na necessidade de transportar seu piano, lembre-se da Tudo em Piano.

Dicas rápidas:

Nunca coloque objetos em cima do piano (isso pode produzir manchas e marcas no caso de queda desses objetos). Se você é um desses pianistas que não resiste à tentação de ter um busto de Mozart ou a foto do seu ente querido sobre seu piano, coloque um pano sob o objeto, evitando, assim, o contato direto com o verniz.
Não levante o piano sem a devida técnica para isso. Os maiores prejudicados poderão ser vocês!
Nunca deixe sobre o piano, copos com água ou qualquer outro tipo de objeto que contenham algum tipo de líquido. Se for derramado algum tipo de líquido dentro do piano, as peças metálicas poderão oxidar bem como alguns delicados pinos de articulação dos mecanismos da máquina. Os feltros também poderão inflar. Tudo isso poderá fazer com que alguns mecanismos não funcionem bem ao longo do tempo (teclas e martelos poderão ficar com rangidos, movimentos lentos dificultando repetições, etc.).

Não deixe objetos como lápis, borracha e clips em cima do teclado do seu piano, principalmente se este for de cauda. Estes objetos podem vir a cair entre as teclas, ocasionando o travamento de certos mecanismos que, ao serem forçados, podem quebrar.
Para a limpeza dos pedais do piano (que são de bronze) recomendamos o uso de algum polidor ou limpador de metais – primeiramente, passado com esponja de aço e, depois, lustrado com um pano.
Para a limpeza das teclas, recomendamos pano úmido com uma gotinha de detergente neutro (nunca álcool), no caso de serem de acrílicos ou plásticos. Sendo de marfim as teclas, não há muito a se fazer. Recomendamos apenas pano úmido.
Coloque sempre isoladores nos (nas) pés (pernas) do seu piano. Isso evita arranhões e marcas no chão.
Mantenha seu piano sempre ventilado, deixando a tampa superior aberta nos dias mais quentes e secos (sempre no período da manhã), caso você não possua o Desumidificador-Secador anti-mofo (produto Tudo em Piano).

O piano é um instrumento confeccionado para durar dezenas de anos. Com estas dicas, seu piano durará todos esses anos em ótimas condições.

Grande abraço do técnico-afinador Martin Fernandez